segunda-feira, 6 de junho de 2016


Os Lemas são um instrumento simples, objetivo e direto.

Por trás dele há toda uma fundamentação teórica, mas de que nada valeria se não refletisse no nosso dia a dia. Angústia, ansiedade, medo e outras diversas formas de manifestação que são funções importantíssima se transformam em dores da alma indescritíveis e desnecessárias.

Podemos vivenciá-las de duas formas - defensiva ou criativa, diabólica ou simbólica - resolver ou sofrer.

Os Lemas são uma forma criativa, simbólica de viver e deixar viver.

A cada semana vou discorrer sobre alguns deles.

Lemas do dia

 

 

1.            Primeiro as primeiras coisas

2.            Viva e deixe viver

3.            Devagar se vai ao longe - Vá com calma

4.            Evite o primeiro (a) gole / dose / fala e o descontrole emocional.

5.            Disciplina, espontaneidade e espiritualidade.

6.            Somente pela graça de Deus

7.            Vinte e quatro horas de cada vez/ Só por hoje!

8.            O ressentimento leva a auto piedade

9.            Não guardar ressentimentos

10.         É preciso perdoar

11.         Anônimos vem em primeiro lugar

12.         Mente sã em corpo são

13.         A honestidade é a melhor norma de vida

14.         Só conservamos o que temos dando aos outros

15.         Ação é a palavra mágica – Primeiro minhas necessidades, depois minhas vontades.

16.         É necessário tolerarmos todas as opiniões e circunstâncias da vida

17.         Fraqueza é força

18.         Aceitação é a solução

19.         Não espere perfeição

20.         É preciso meditar

21.         Serenidade, coragem e sabedoria.

22.         Continue fazendo o inventário

23.         Pense e Medite

24.         Ninguém começa por cima

25.         Anônimos é um programa egoístico

26.         A parte espiritual vem em primeiro lugar

27.         Tome decisões completas

28.         Não se leve muito a sério

29.         Esqueça os prejuízos

30.         Mantenha a mente aberta

31.         O que não tem solução, solucionado está.
 
 
 

domingo, 14 de dezembro de 2014


Não acredito em relacionamentos
E sim em sentimentos
Vivo a ética do coração.

Os opostos se atraem
mas nunca se integram
na união dos corpos
somente há verniz social

As almas se entregam
não no abraçar
nas mãos dadas
do beijo na calçada

A poesia do amor
se rima e se prosa
no silêncio
e no mistério
das portas trancadas.

Ruimar Passaroto




sábado, 22 de novembro de 2014



Fui tomado pelo silêncio
Agora calado ouço
a voz de Deus no som
de uma cachoeira.

quinta-feira, 10 de julho de 2014




Sou o covarde
mas corajoso que conheço
Banquei minhas fodas
Assumi meus amores
Rompi com vampirizadores

O Amor é Lúcido
Cego é o que pensa
que amar é realizar
todas suas vontades

Amar e sentir o divino
É obedecer
Doa a quem doer.
Ruimar Passaroto
10 de Julho 2014

sábado, 29 de junho de 2013



Sinto-me sem bússola, sem animo, sem anima
Sem a menina de seus olhos pretos
Para guiar-me nesse escura angústia
De estar à deriva
De mares e marés 


Ruimar Passaroto

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Prostituição



 Vendi a alma para o diabo
Prostituindo meus valores
Caminhando ao lado de ladrões
Saqueadores de coragem
Vampiros de criatividade
Pessoas com maldade de verdade
 
Prostitui meu tempo
Dando espaço e pedaços dos meus dias
Partes e horas de meu ouvir
Para desgraçados que vivem
Mastigando pedaços
Da carniça dos meus fracassos
 
Prostitui minha fé e confiança
Acreditando em mentiras
De pessoas que falam em deus
E não tem amores aos seus
 
Prostitui minha alegria
Vendi meu bom humor
Por migalhas de atenção
Centavos de gratidão
Desvalorizei meus abraços
Banalizei o Sagrado
Despedaçei minha dignidade
Agi tantos anos como um covarde
Perdi minha integridade
Com medo de gritar a verdade;
 
"Nunca, nuncaaaaaaaaaaaaaaaa
me indentifiquei com vocês
almas vazias
sem poesia e arte
mortos vivos
se arrastando pela vida
em busca de uma cara metade!
Por não serem inteiros"
 
Sim! cansei!
Nunca fui, mas acabei sendo
Um fraco a mais
Prostituindo a energia e a graça
Que os deuses me deram
Me tornando mais um
Mascarado fracassado
Vivendo do passado
 
Sai desse inferno
Da prostituição
Conectado a minha essência
Voltei a minha jornada
Amando e sendo amado
Por amigos e amadas.
 
Matei meu ego
Não sinto falta nem saudade
Do que fui
Mas uma alegria
De voltar a Ser quem eu Sou!
 
Ruimar Passaroto.
 

sexta-feira, 7 de setembro de 2012






















Hoje é sábado 
e os bares e as baladas
estam cheios de gente vazias,
de pessoas perdidas
que se perderam na busca
de um amor e de amar!

O Amor é simples
Está em uma cafeteria
Nos finais das tardes
Dos dias semanais

Eu sei!
Eu sei!
Vi isso através
dos olhos da minha alma
No centro da capital
Integrando minhas virtudes
Nos meus pecados capitais

Descobrir a maiores das imperfeições humana
O medo
Sim!
O medo que torna semideuses
Em simples mortais
Com medo de não ser
amado pelos deuses
e de não amar

Pobre almas 
que pedem a Deus
O que já possuem
Capacidade de amar

Simplicidade...

Amor é simples

Está no silêncio do olhar
Não escolhe dia 
Nem lugar
Não precisa se preparar
Ele está pronto
É pleno
Apenas adormecido

Amor é paz
É simples saber se está amando
Quando estiver amando
O medo de morrer desaparece
No gozar dos corpos
No orgasmos da alma
Tocamos em Deus
E sentimos a simplicidade
Que é viver.

Ruimar Passaroto






domingo, 24 de junho de 2012

Transvalorização


Chorei anos de repressão e recalque

Na dor das minhas neuroses

Pânico, angústia e depressão

Ira, raiva, furia e obsessão

Compulsões e solidão


Solitário me tornei

predador e presa

Aprisonando minha alma

tocando só no corpo

das carcereiras


As pessoas reprimem dor

eu reprimo amor!

e minto que não sei amar

por medo e pressão

das pessoas que dizem

que amam e aprisonam

o ser amado.

Por esse amor eu

não quero ser amado

Não adoça nem amarga

pois no inferno

não tem dor nem amor

é mais do que frio e gelado

Isso não é amor

é egoismo!


Mas isso foi antes

Agora!

Sou livre!

Assumi que sei amar

E matei as carcereiras

das paixões

Entregei minha alma

E não houve pressão,

cobrança,

castração,

perseguição e

manipulação.

Estou pleno e completo

Porque amor não sente falta de nada

Sinto sim saudade!

Dos momentos que ainda não vivi

Ao lado! Não!

Integrado a minha amada

Sem perder minha integridade.


Ruimar Passaroto.





sábado, 5 de maio de 2012

Verdadeira Coragem



Dei um beijo na boca de sua alma
e senti seu corpo lubrificar sua porta
para que eu pudesse entrar em silêncio
Sem provocar gritos, e sim segredos
sussurrados entre gemidos no seus ouvidos,
na ponta de seus seios e de seus dedos.

Dei um beijo na sua alma
e senti seu corpo flutuar sobre minha cabeça
E fiquei com você entre todos os meus pensamentos,
dúvidas, desejos e questionamentos
Porém sem obsessão ou pressão
Era leve, suave, gostoso, adolescente
quase que inocente.

Dei um beijo na boca de sua alma
e meu espírito sentiu que iriamos
criar fantasmas, fazer espiritices,
travessuras e maluquices.

Então a consciência disse que iriamos amar
andar por essas ruas
E que poderiamos amar o caminho
ou caminharmos juntos,
mas jamais conseguirimos voltar às
antigas estradas que ficariam para trás.

Regredi! Não! Transgredi!
Sacrificando beijar a sua alma
e penetrar no seu corpo
Para poder te abraçar e te amar
Não deixando jamais esse amor
nos afastar.

Ruimar Passaroto.


terça-feira, 24 de abril de 2012

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Maturidade




Maturidade

Como podem os anos imporem tanta maturidade ao meu corpo
Quando meu espírito grita pela liberdade da puberdade
Pela curiosidade da criança
Que gera acidentes, que se tornarão histórias.



Sinto que o tempo acabou
Que realmente vou me alimentar por fome
Dormir para descansar
Porra! Que saudade dos meus pesadelos
Dos meus medos infundados

Do olho maior que a barriga

De rir dos meus defeitos

E zombar dos defeitos dos outros

Para não me sentir único, isolado.

Que merda de futuro
Saudade dos meus antigos medos

Agora!

Medo não de morrer

Mas de morrer sem dinheiro pra pagar as contas

Como os filhos e netos vão fazer.



Saudade do medo de não ter tempo
De salvar o mundo

Sim! Já acreditei nisso
Ah! Como tenho saudade desse medo

Como ele me motivou

Hoje!
Não acredito que vou conseguir salvar a mim mesmo.



A pior de todas as frases,
Uma cusparada na cara de Deus

“Sou mais um...

E hoje me sinto assim
Mesmo não acreditando nisso

E me pergunto:

Será que eles venceram?

Pois me sinto um fraco a mais
Um derrotado a mais

Mais um...
E um grito silencioso ecoa na minha alma

“Isto é humildade”.



Ruimar Passaroto

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Necessidade e Vontade


Quando é minha necessidade
Eu executo

Quando é minha vontade
Eu paro!
Penso e escuto

As minhas necessidades
São a Vontede de Deus

As minhas vontades
Nem sempre

Meu ego distorce a realidade
Transformando mentiras
em verdades

Mato meu ego
Pra nascer um Eu superior
Que ouve a voz de Deus
Quando entra em contato
com meu Self
Apos integrar minha sombra

Comprendendo meu lado
Material e Espiritual
Humano e Divino

Sabendo agora
de que Mãe eu sou filho
mas podendo ser
um filha da puta
covarde e mentiroso
mas uma porcaria que anda
por aí cuidando da vida alheia
para mostrar para todos
que não é a única porcaria
a rastejar por esse mundo.

Ruimar Passaroto

Não sou uma farsa



sábado, 9 de julho de 2011

Sol e a Lua










Quero estar dentro de você
Penetrar nos seus olhos
Todo meu sentimento!

Levá-la a um orgasmo espiritual
Integrando a fantasia
Com o Mundo real!

Onde sinto-me um covarde
De não encarar a verdade
Que te amo
E sei que você está aí!
Dentro e distante
Da minha coragem
De encarar os fatos.

A tristeza é minha certeza
Materializada em lágrimas!
Solidificando esse conflito
De estar perdendo a chance
Que Deus me deu
De não passar as noites
Sofrendo esse vazio
De não saber se devo
ou não estar ao seu lado.

Ruimar Passaroto.









isso é real e verdade!

os dois sofrendo na mesma noite!
é foda


sábado, 25 de junho de 2011

Metanóia













O tédio bate a minha porta
Todas as tardes
E tarde da vida cansei
Do que pensei que sempre fui
Agora tenho certeza do que não sou
E milhões de dúvidas
Do que virei a ser


Da maneira que está
fico chato ao quadrado
Nesse estado de entediado


O que tinha graça
Hoje é minha desgraça


O que era prazer
Hoje me faz sofrer


O que fazia sentido
Hoje não faz sentido nenhum


Procurei um significado pra vida
Hoje encontrei!
E como ficou chato meu viver
Depois que descobrir que era apenas viver
Vivo de saco cheio da verdade
Leve e livre das mentiras
Que amar é viver!


Vivo amando ou não
feliz ou infeliz
triste ou alegre
com sol
com chuva
de noite
de dia


Foda-se diz a vida
Curta sua metanóia de boa
E deixe de ser chato
E vai curtir o seu tédio
No inferno das recordações
daquele que você não é mais
aguardando o novo despertar
Pois nem do passado você
tem saudade!
Não é verdade?


Sim! é verdade!
Sinto falta do novo que ainda não vivi
Enjoei dos lugares, pessoas e coisas
do meu passado
E sinto o vazio entre o presente
e o futuro que está chegando!

Ruimar Passaroto

sábado, 23 de abril de 2011

Saudade











Quando me faltava uma parte
Sentia falta de tudo e todos
E passei a aceitar migalhas
 de paixão e prazer


E a falta se tornou um vazio
E assim desisti
Deixei de acreditar
 Que fosse possível amar
Alguma coisa ou alguém
nesta vida



E no meu deserto você surgiu
 eu?
 questionei, pois poderia ser uma miragem
 depois de tanto tempo com sede


Engoli os primeiros goles
ainda desconfiado
 mas seu cheiro e seu sabor
tocou todos meus sentidos
E nunca mais acordei perguntando
onde está esse pedaço que me falta


Não sinto mais falta da minha anima
Sinto saudade!
Pois agora sou completo
Encontrei o pedaço que me faltava
 e não estava nela
estava adormecido em mim
  e despertou!


E amando você aprendi a me amar!
 E agora sou um poeta
desaprendi a escrever 
e aprendi amar


Mesmo não estando em todo lugar
com você
está comigo em todo lugar
que vou ou estou...


Ruimar Passaroto